segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

DOIS RIOS

( Samuel Rosa / Lô Borges / Nando Reis )

O céu está no chão
O céu não cai do alto
É o claro, é a escuridão
O céu que toca o chão
E o céu que vai no alto
Dois lados deram as mãos
Como eu fiz também
Só pra poder conhecer
O que a voz da vida vem dizer
O sol é o pé e a mão
O sol é a mãe e o pai
Dissolve a escuridão
O sol se põe, se vai
E após se pôr
O sol renasce no Japão
Eu vi também
Só pra poder entender
Na voz da vida poder dizer

Que os braços sentem
E os olhos vêem
Que os lábios sejam
Dois rios inteiros
Sem direção

Que os braços sentem
E os olhos vêem
Que os lábios sejam
Dois rios inteiros
Sem direção

Que os braços sentem
E os olhos vêem
Que os lábios sejam
Dois rios inteiros
Sem direção

E o meu lugar é esse
Ao lado seu, no corpo inteiro
Dou o meu lugar pois seu lugar
É o meu amor primeiro
O dia e a noite, as quatro estações

CD: Skank – Radiola; Sony Music; 2003

CONTEÚDO: movimento relativo; movimentos de rotação e translação da Terra.